Whites 

English:

Open to the Londoner perceptions, during an urban journey I was blown away by the city that passed through the front window of the double-decker bus. As on many winter days, it was a rainy, gray, almost white day. I could not see the outside of the window perfectly, I had to trust the destination in which the vehicle took me. Almost intuitively I recorded this moment, the trees appeared as ghosts, remnants, traces that slowly dissolved.

White was the predominant color and water was represented in its vapor form bringing a natural filter for the image and the difficulty to look. The video ends with a white image, without a clear conclusion, it can be understood as a continuous path.

This video is part of a simple image, a record of a moment in the city, of the perception of urban displacements. But at the same time, it discusses complex subjects such as time, memory, perception, and how sometimes the ways are confused and diffused.

I think it represents a bit of my foreign view, in the trajectories that are not as clear as we wish. I still want to study a sound for that work, maybe noises that fight in a layer of mystery and excitement for the new steps.

IMG_9754.jpg

Captura de Tela 2017-02-22 às 11.15.34.png

Português:

Aberta para as percepções londrinas, durante  em uma viagem urbana eu fiquei encantada pela cidade que passava pela janela da parte da  frente do ônibus de dois andares. Assim como em muitos dias de inverno, era um dia chuvoso e cinza, quase branco. Eu não conseguia ver o exterior da janela com perfeição, tinha que confiar no destino que o veículo me levava. Quase que intuitivamente eu registrei esse momento, as árvores, apareciam como fantasmas, resquícios, rastros que aos poucos se dissolviam. 

O branco era a cor predominante e a agua estava representada em sua forma vapor trazendo um filtro natural para a imagem e a dificuldade do olhar. O vídeo termina na imagem branca, sem apurar a  conclusão, pode-se entender como um caminho continuo. 

Esse vídeo parte de uma imagem simples, um registro de um momento da cidade, da percepção dos deslocamentos urbanos. Mas ao mesmo tempo discute assuntos complexos, como tempo, memória, percepção e como às vezes os caminhos se apresentam de forma confusa e difusa.  

Acho que representa um pouco a minha visão estrangeira, em que as trajetórias que não são tão claras quanto desejamos. 

Ainda desejo estudar um som para esse trabalho, talvez ruídos que criem a camada de mistério e excitação dos novos passos. 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s